Blog

Infinitas Veredas

E o meu primeiro post foi sobre 汉字 [hànzì] (ideogramas), ou caracteres chineses. Já se passaram dez anos e quatro meses. A produção não foi um mar de palavras a fluir a fina flor do verbo, no entanto naveguei como pude e deixei que o vento dedilhasse sua música através desta lira mercante. 

Em hebraico, rûah significa “vento”, “espírito” ou “fôlego”. Assim, dissipei-me pelo ar como um espírito sem logos, posto que a essência do caminho é trilhar infinitas veredas, ver o caminho e não nominar rumos.    

Admirador da cultura chinesa, tenho me esforçado para desmistificar e diminuir as distâncias entre esses dois países promissores perante o atual cenário econômico mundial: Brasil e China. Estudo mandarim desde 1997. Autodidata, acredito que não existam atalhos para o conhecimento. Não obstante, o exercício da aprendizagem, em si, e a perseverança encurtam caminhos, aumentam a concentração e tornam o percurso como o de um passeio matinal ensolarado. Além de atuar como tradutor-intérprete, sou consultor e intermedio negócios na área de importação-exportação.

0 comentário em “Infinitas Veredas

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: