Blog

2012: Meta I

Em 2011, depois de algumas tentativas frustadas, consegui ficar 60 dias sem beber, apesar de a proposta ter sido de 40. (Da maneira como exponho o fato, parece que bebo todos os dias. Na realidade, o faço esporadicamente, uma vez por semana. Às vezes, a cada quinze dias. Não obstante, parar de beber é uma prioridade, assim como virar vegetariano o foi, para mim, há dez anos. Na ocasião, tudo aconteceu naturalmente, sem cobranças.)
Resultado, perdi 8kg e voltei a caber em minhas roupas. Portanto, tenho mais opções disponíveis no guarda-roupa e, sendo assim, não o preciso renovar tão cedo – o que financeiramente mostra-se deveras rentável. Além  disso, fiquei mais bonito (risos). Lá vamos começar a lei seca novamente. Será que consigo bater meu recorde? Para tanto, me propus participar de algumas mini maratonas (de 10k) ao longo do ano, Ásia adentro.

Embora esteja bem mais magro, ainda não cheguei ao peso ideal, que seria 70kg.

Anualmente, no mês de abril, acontece o Jinqiao 8k, no bairro em que moro, aqui em Xangai. Desde 2008 que tenho tentado me inscrever, porém sempre aparecem compromissos de trabalho. Desse ano não passa. Já vou me programar para esse evento, começando a treinar de maneira séria, uma vez que abril está logo ali na esquina, a três quadras de distância.

Admirador da cultura chinesa, tenho me esforçado para desmistificar e diminuir as distâncias entre esses dois países promissores perante o atual cenário econômico mundial: Brasil e China. Estudo mandarim desde 1997. Autodidata, acredito que não existam atalhos para o conhecimento. Não obstante, o exercício da aprendizagem, em si, e a perseverança encurtam caminhos, aumentam a concentração e tornam o percurso como o de um passeio matinal ensolarado. Além de atuar como tradutor-intérprete, sou consultor e intermedio negócios na área de importação-exportação.

2 comentários em “2012: Meta I

  1. A Baobei sempre tem pessoas correndo nessa maratona pela Instituição. Eu, só vou na torcida…hehehehe
    Boa sorte!
    E parabéns pela força de vontade. Não de beber, mas a de se tornar vegetariano. Aqui na China como bem menos carne do que comia no Brasil, mas mesmo assim não abro mão de uma boa picanha… Admiro quem consegue! Ainda não cheguei nesse nivel de evolução. kkkkkkkkkk
    Abraço

  2. Obrigado, Chris!
    Gostaria de conhecer a Baobei. Tenho muito interesse em participar em eventos de voluntariado e filantrópico.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: