Blog Negócios Notícias e política

Revista Reação Natural: Diga Não À Alienação

Momento de autopromoção do blog. No mês de novembro, do ano passado, saiu publicado na revista Reação Natural uma matéria sobre o trabalho que desenvolvo na China. Nessa edição especial, há também uma entrevista exclusiva com a estrela hollywoodiana Sandra Bullock. Visitem o portal do Reação Natural e a página do grupo no Facebook para maiores detalhes sobre as publicações da revista – links abaixo.

Revista Reação Natural, Edição Especial 2011

Reação Natural (site oficial)
Grupo Reação Natural Comunicação e Marketing Socioambiental (página no Facebook)
Clube Reação Natural (página no Facebook)

Reação Natural - China Brasil

CHINA-BRASIL

Gilson Rosa, um brasileiro aproximando diferenças culturais

 A busca do conhecimento foi o que impulsionou este brasileiro, admirador da cultura chinesa, a se esforçar para desmistificar e diminuir as distâncias entre esses dois países promissores perante o atual cenário mundial: Brasil e China. Estuda mandarim desde 1997. Autodidata, Gilson Rosa acredita que não existem atalhos para o conhecimento. Não existem atalhos para o conhecimento. Não obstante o exercício da aprendizagem, em si e a perseverança encurtam caminhos, aumentam a concentração e tornam o percurso como o de um passeio por uma manhã ensolarada.

Além de atuar como tradutor-intérprete do idioma chinês, é consultor e intermediador de negócios na área de importação e exportação, parceiro do Grupo REAÇÃO NATURAL na captação e propagação da proposta conscientizadora apresentada, gerando novos negócios sustentáveis.

Morando em Xangai desde 2008. Chegou na China em janeiro de 2006, porém está em contato com a cultura chinesa desde 1997, período em que começou a estudar o idioma chinês, através de uma família taiwanesa para quem dava aulas de português.

Minha vinda para este distante país deu-se de maneira insólita, impossível de se resumir com um par de palavras.

Apenas posso dizer que fui contratado para ser intérprete numa franquia do São Paulo Futebol Clube, sediada na cidade de Shenyang , no nordeste da China“, explica Gilson Rosa.

Durante todo este contato com a cultura chinesa, Gilson percebeu que o brasileiro conhece a China superficialmente, assim como a China sabe muito pouco sobre a nossa cultura.

“Quando uma pessoa está inserida em uma ou mais culturas, é natural que as queira aproximar, aí aproveitar o que há de melhor em cada uma delas, a fim de se transpor estereótipos e promover um enriquecimento mútuo. Mesclar para transformar está no sangue do brasileiro.”

Revista Reação Natural, Edição Especial de 2011

Intercâmbio Cultural
Gilson Rosa acredita que a China venha a se transformar em uma nação sustentável, pois tem investido bastante, principalmente em energia solar. Além disso, percebe que hábitos do cotidiano já foram mudados, embora na Europa isso já fosse comum há décadas, como levar sua própria bolsa de compras ao supermercado, evitando o uso de sacolas plásticas.
Infelizmente, o hábito da reciclagem ainda não foi implantado na população, como aconteceu em Barcelona, na década de 90.
Atualmente, está sendo construída a Torre de Xangai, que ficará pronta por volta de 2014, e terá 124 andares distribuídos por uma estrutura de 632 metros de altura, prometendo ser o segundo maior arranha-céu do mundo ao revolucionar a arquitetura com um projeto ecologicamente sustentável, posto que a água da chuva será aproveitável assim como – por conta de sua colossal altura – a energia solar e eólica.
Quanto ao trabalho com o REAçÃO NATURAL, Gilson fala: “Foi um encontro casual, porém tão natural quanto a reação de regozijo ao se aproximar de um oceano de ideias e dar-se conta que você se encaixa na medida certa entre as peças que compõem um quebra-cabeça difícil de se montar, por depender exatamente da interação das pessoas.”

Vestindo a Camisa em Prol de uma Causa (o tecido é feito de garrafas PET)

Se você tem interesse no assunto sustentabilidade, não deixe de vestir a camisa do Reação Natural. Revista-se de informação e diga Não À Alienação.

Admirador da cultura chinesa, tenho me esforçado para desmistificar e diminuir as distâncias entre esses dois países promissores perante o atual cenário econômico mundial: Brasil e China. Estudo mandarim desde 1997. Autodidata, acredito que não existam atalhos para o conhecimento. Não obstante, o exercício da aprendizagem, em si, e a perseverança encurtam caminhos, aumentam a concentração e tornam o percurso como o de um passeio matinal ensolarado. Além de atuar como tradutor-intérprete, sou consultor e intermedio negócios na área de importação-exportação.

0 comentário em “Revista Reação Natural: Diga Não À Alienação

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: